Quem somos

My Photo

Agência de modelos criada em Santa Catarina em 2003.

Atualmente a sua matriz está no Rio de Janeiro, com unidades em São Paulo, Paraná e Bahia..

"Beleza"

Aumento dos seios sem cirurgia

Das técnicas para aumentar os seios, a colocação de prótese de silicone é a mais popular entre as pacientes e a mais aceita e realizada pelos especialistas. Felizmente, para as mulheres que sempre quiseram ter um visual mais turbinado, mas têm medo de enfrentar a cirurgia, o leque de opções deverá aumentar.

A novidade, que já está em estudo há cerca de cinco anos na Europa e no Japão, promete aumentar até dois números do sutiã com a aplicação local de uma injeção de ácido hialurônico - sim, a mesma substância usada para preencher os vincos no rosto (como aquele ao redor da boca, o famoso bigode chinês) e amenizar as rugas.

O procedimento ainda é inédito no Brasil, mas deve ser lançado já no primeiro trimestre do próximo ano. A dermatologista Daniela Nunes, diretora-médica da Slim Clinique, que participou nesse ano da apresentação da técnica e de seus resultados no Congresso de Dermatologia Americano, em Chicago, garante que os resultados são muito bons e imediatos. "Os seios ficam mais firmes e levantados, com aparência semelhante ao implante de silicone", diz.

Mas a médica também ressalta que a aplicação é restrita a alguns casos específicos. Quem sempre sonhou em ter os seios parecidos com os da modelo Boing Boing, por exemplo, não deve recorrer à técnica de preenchimento.De acordo com Daniela Nunes, a quantidade de substância aplicada varia de 150ml a 200ml, apenas. "Isso porque o ácido hialurônico se degrada com o tempo, tornando necessária uma reaplicação em períodos que variam de um ano e meio a dois anos", explica.

Para a médica, a aplicação seria especialmente indicada para três situações: igualar o tamanhos das mamas, se forem assimétricas; em pacientes jovens ou adolescentes que querem ter um seio maior mas têm receio de aumentar demais; e até para promover a elasticidade da pele antes de colocar uma prótese maior.

E depois da aplicação do ácido?
Após a injeção, os cuidados se resumem a evitar exercícios físicos por 48 horas e usar um sutiã mais reforçado por uma semana. É possível voltar ao trabalho no mesmo dia. A médica Daniela Nunes também ressalta a importância de se tomar cuidados constantes com a pele, como evitar exposição solar e o tabagismo, que aceleram a degradação dos tecidos.

Quanto a possíveis reações alérgicas, Daniela acredita que, por ser uma substância familiar ao organismo, o risco de haver rejeição é muito pequeno. "O ácido hialurônico é produzido e degradado pelo nosso corpo diariamente. Quando degradamos mais do que produzimos, aliás, ocorre o envelhecimento da pele e até a celulite", conta.

Dessa forma, segundo a dermatologista, a aplicação é contra-indicada basicamente para pacientes com doenças auto-imunes (aquelas em que o sistema imunológico passa a não reconhecer e a atacar o próprio organismo), como lúpus. Ou seja, a mesma contra-indicação válida para o preenchimento das rugas com o ácido.

O cirurgião plástico Luiz Victor Carneiro Jr reconhece os benefícios do ácido hialurônico para o tratamento das rugas. E também acredita que a substância poderia ser uma alternativa de preenchimento localizado nas regiões do corpo em que a prótese de silicone não é indicada. Mas alerta para o pouco tempo de testes realizados com o ácido nas mamas. "São necessários pelo menos de cinco a sete anos para avaliar os resultados e inconvenientes", acredita.

O médico também aponta uma desvantagem importante do preenchimento com ácido em relação à prótese de silicone para as mamas. "Caso haja alguma complicação, é possível retirar o silicone. Com os métodos injetáveis de preenchimento, seja com o ácido hialurônico ou com o silicone líquido, as substâncias se misturam ao tecido mamário e, em caso de problemas, não há como retirá-las".

Serviço
Daniela Nunes
Slim Clinique Copacabana
www.slimclinique.com.br

 

Fonte: Terra